Odysseus Winners Witness Rocket Launch in French Guiana

photo-rocketphoto_guiana_delegation

Winners of the 2015-2016 Odysseus space science contest have travelled to French Guiana to observe the successful launch of an Ariane 5 rocket. The trip is just part of their reward for earning top honours at the Odysseus international finals in July. Equally exciting opportunities await young Europeans in the 2016-2017 contest cycle.

Witnessing a rocket launch at the spaceport in French Guiana was an extraordinary experience for the Odysseus prizewinners. “It was amazing just to watch the transfer of the rocket to the launch pad”, says Alice Antonelli from Italy. She won first place in the Explorers category of competition for university undergraduates. For Nelson Rebelo the trip was nothing less than “a dream come true”. Nelson was part of the three-member team of high-school students from Portugal who submitted the most convincing project in the Pioneers category. Next year too, first-prize winners in both categories can look forward to visiting Europe’s spaceport in South America and to earning coveted internships in the space sector.

Vencedores do concurso Odysseus observam lançamento especial na Guiana Francesa

Os vencedores do concurso Ciência espacial Odysseus 2015-2016 viajaram para a Guiana Francesa para testemunhar o lançamento bem-sucedido de um foguete Ariane 5. A viagem foi apenas uma parte dos prémios que lhes foram conferidos por ocuparem o lugar de topo nas finais internacionais Odysseus em julho deste ano. Do mesmo modo existem oportunidades excitantes  a aguardar os jovens europeus no ciclo de competição 2016-2017. Estão abertas as inscrições on-line. O prazo para apresentação dos projectos concluídos é 31 de março de 2017.

“Uma experiência assombrosa”

 Assistir ao lançamento de um foguetão no espaçoporto da Guiana Francesa foi uma experiência inesquecível para os vencedores de Odysseus.Foi incrível só o facto de assistir à transferência do foguete para a plataforma de lançamento”, says Alice Antonelli da Itália. Ela venceu o primeiro prémio na categoria Explorers da competição destinada a alunos universitários. No dia 17 de novembro foi a primeira vez que um foguetão Ariane 5 foi usado para colocar em órbita satélites para a constelação europeia Galileo. Para o português Nelson Rebelo a viagem foi nada menos que “um sonho tornado realidade”. O Nelson fez parte de uma equipa de Portugal de três alunos do ensino secundário que venceram o concurso na categoria Pioneers. Também no próximo ano, os vencedores dos primeiros prémios e ambas as categorias poderão visitar o espaçoporto europeu na América do Sul, para além de ganhar estágios na indústria espacial.

 

 

Procuram-se: Jovens europeus com espírito de descoberta e interesse pela ciência espacial

Organizado em várias rondas (nacional, regional e internacional), a competição está aberta a participantes de escolas primárias, secundárias e universidades. Os professores e alunos são encorajados a envolver-se organizando equipes; A ajuda de mentores está disponível mediante solicitação. As inscrições podem ser submetidas em qualquer das 24 línguas oficiais da UE.  Informações detalhadas – incluindo um kit de media e instruções detalhadas sobre como submeter uma entrada online – estão disponíveis em www.odysseus-contest.eu.